Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

//
-
Iniciativa disponível para algumas localidades
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os beneficiários SulAmérica Saúde e a participação está sujeita às condições de elegibilidade. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Como Garantir que as Férias Com as Crianças Sejam Só Alegria Estilo de Vida

Home > Matérias > Estilo de Vida > Como Garantir que as Férias Com as Crianças Sejam Só Alegria


Sulamerica-Cuidado_Crianças_Ferias_01_1

 

 

Férias são sinônimo de alegria e diversão para as crianças, e também de preocupação extra para os pais. Se estiver nos planos aproveitar a época para viajar com a família, faça um bom planejamento. Pense no destino, hospedagem, atividades e transporte. E, como se trata de uma situação fora da rotina normal, redobre a atenção com a saúde dos pequenos. Durante o verão, por causa da temperatura mais elevada, é mais difícil eles caírem com gripe ou resfriado. Mas existe o risco de insolação, desidratação e intoxicação causada pela má conservação dos alimentos vendidos em quiosques de praia. Nada que alguns preparativos  e cuidados durante a viagem não garantam que as férias sejam uma experiência bem positiva.


Sulamerica-Cuidado_Crianças_Ferias_Guia01

Escolha um destino adequado: Tudo começa antes da viagem. Escolha um destino amigável e que ofereça segurança e liberdade para que seus filhos possam brincar livremente. É legal incluí-los nessa decisão, se possível. Dê preferência para locais com atividades ao ar livre – é mais saudável e evita que eles fiquem muito tempo no celular. Crianças com até 4 anos devem passar, no máximo, 1 hora na frente de telas ou telonas (ou seja, celular, computador e TV), de acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Leve os pequenos ao pediatra: Após definida a hospedagem, é hora de marcar pediatra para checar se está tudo bem com a saúde dos pequenos para evitar surpresas fora de casa. Os pais devem adotar esse procedimento como consulta extra, fora das visitas periódicas. Crianças com 2 anos ou mais devem passar pelo médico pediatra a cada três meses; e a partir dos 6 anos, uma vez a cada seis meses, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. Entre 7 e 18 anos, uma consulta por ano é suficiente.

 

Cheque a carteirinha de vacinação: Faça isso especialmente se o destino da viagem inclui lugares com incidência de mosquitos. No verão eles se proliferam com mais facilidade, aumentando o risco de transmissão de doenças, como a febre amarela. A dengue é ainda mais preocupante porque não existe vacina para ela. Por isso inclua um bom repelente na bagagem (além do filtro solar e um kit de primeiros socorros, com medicamentos prescritos pelo pediatra e que seus filhos já estão acostumados a tomar). Também verifique a necessidade de seguro viagem ou cobertura do plano de saúde para um eventual caso de emergência.


Sulamerica-Cuidado_Crianças_Ferias_Guia02

Prepare lanchinhos saudáveis: Nem sempre dá para confiar na qualidade da comida  dos restaurantes e lanchonetes da estrada e do aeroporto. Também leve uma garrafa térmica com água fresca e filtrada, se a viagem for de carro.

 

Tente deixar o percurso menos cansativo: Se estiverem viajando de carro, programe algumas paradas para um descanso rápido e ida ao banheiro. Atividades lúdicas, com jogos e brincadeiras, é uma boa dica para entreter as crianças durante o trajeto. Mas evite livros e celular, pois podem causar enjoo e dor de cabeça.

Sulamerica-Cuidado_Crianças_Ferias_Guia03_1

Estabeleça horários para as refeições: Ao chegarem ao destino, aí sim começa a diversão e as crianças mal vão se lembrar de comer e beber água. Tente estabelecer horários fixos para a hidratação, com água (de preferência) e sucos naturais. Faça o mesmo para as refeições, sempre com comida balanceada e saudável. Evita que eles fiquem só no salgadinho. Se estiverem na praia, muito cuidado com os alimentos dos quiosques: o armazenamento costuma ser inadequado e, por isso, existe o perigo de contaminação. Os sintomas são náusea, diarreia e vômito.

 

Proteja os pequenos do sol: O melhor horário de exposição é antes das 10h. Depois disso (até as quatro da tarde), a incidência dos raios ultravioletas, que queimam a pele, é mais intensa. As crianças costumam querer pular a parte do protetor solar, mas não desista. Reaplique o filtro a cada duas horas nas áreas do corpo que ficam mais expostas. A aplicação inicial deve ser feita 30 minutos antes deles irem para o sol, e, se for a primeira vez de um produto novo, faça um teste em uma pequena área da pele para observar uma possível reação alérgica. O melhor protetor para eles é em creme, sem fragrâncias e no mínimo fator 30 – mais do que isso, os benefícios extras são muito pequenos.

 

Oriente sobre possíveis acidentes: Alerte os pequenos sobre o risco de acidentes em piscinas, no mar, em rios e cachoeiras; e oriente como eles devem se comportar nesses locais para brincarem com segurança. Quanto menor a idade, maior a importância de um adulto por perto, o tempo todo.

 

Pronto, agora curta a viagem. Com esses cuidados, as férias com as crianças têm tudo para ser só alegria!  E se precisar, lembre-se que a SulAmérica está de plantão com os serviços Orientação Médica Telefônica, Médico na Tela e Médico em Casa, para dar informações e orientações seguras sobre sua saúde e de seu filho. Solicite pelo app SulAmérica Saúde

 

Fontes: Ministério da Saúde, Hospital Santa Catarina, Sociedade Brasileira de Pediatria e Organização Mundial da Saúde (OMS).




Voltar