Matérias



Alergia ocular: um problema comum no inverno Saúde Ocular

Home > Matérias > Saúde Ocular > Alergia ocular: um problema comum no inverno

O inverno contribui para o surgimento de diversos problemas de saúde, entre eles estão as alergias oculares, que afetam cerca de 15% a 20% da população, de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

A proliferação de fungos e ácaros e o acúmulo de poluição e poeira no ar em razão do tempo frio e seco podem desencadear reações alérgicas que levam a sintomas parecidos com os da conjuntivite, como vermelhidão, coceira, irritação, lacrimejamento, inchaço e sensibilidade à luz.

Quem já sofre com algum outro tipo de alergia, como rinite e sinusite, está mais propenso a desenvolver esse quadro. Diferentemente da conjuntivite infecciosa, que pode durar de uma a duas semanas, a alergia ocular não é contagiosa e tende a melhorar no segundo dia de tratamento.

 

O que fazer para prevenir:

 - Mantenha os ambientes bem arejados e limpos;

- Utilize aspiradores de pó e panos molhados para limpar a casa ao invés de vassouras e espanadores;

- Diminua o número de objetos que acumulam pó, como ursos de pelúcia, almofadas, enfeites, entre outros;

- Opte por cortinas cujos materiais podem ser limpos facilmente com ajuda de um pano;

- Lave bem casacos e cobertores antes de utilizá-los;

- Encape colchões e travesseiros com material impermeável ou antialérgico e lave-os regularmente.

 

Em caso de crise:

 - Evite coçar os olhos – isso pode piorar o quadro alérgico;

- Aplique compressas frias sobre os olhos fechados;

- Não se automedique ou aplique soro fisiológico;

- Procure um oftalmologista.

 

Tratamento da alergia ocular

A alergia ocular normalmente é tratada com colírios lubrificantes e anti-histamínicos. Pessoas que já possuem um quadro de alergia, como rinite, por exemplo, devem procurar um tratamento simultâneo com um alergista ou otorrinolaringologista.

 

Complicações

Caso não seja tratada corretamente, a alergia ocular pode trazer algumas complicações para a saúde dos olhos, como úlceras, formação de placas e vasos anormais na córnea. Se os sintomas aparecerem, procure ajuda oftalmológica.

Voltar