Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
Iniciativa disponível para algumas localidades
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os beneficiários SulAmérica Saúde e a participação está sujeita às condições de elegibilidade. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Saiba como garantir um envelhecimento saudável Saúde do Idoso

Home > Matérias > Saúde do Idoso > Saiba como garantir um envelhecimento saudável

A população brasileira está envelhecendo rápido. Atualmente, a parcela de pessoas com mais de 60 anos no país é de 14,3% - quase 5% a mais do que em 2005 -, segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

 

A expectativa de vida também tem aumentado significativamente. De 1940 a 2015, a média de sobrevivência do brasileiro passou de 45,5 anos para 75,5 anos. E isso significa um grande avanço. Estamos começando a nos aproximar das estimativas de países mais desenvolvidos.

 

Mas, como garantir que o envelhecimento seja saudável e longe de doenças crônicas? A resposta é simples: por meio de hábitos saudáveis. Atitudes como manter uma alimentação equilibrada, não fumar, moderar o consumo de bebidas alcoólicas e praticar exercícios físicos são essenciais para ter mais saúde e prevenir doenças futuras.

SulAmerica_envelhecimento saudavel

A seguir, elencamos 7 dicas valiosas para envelhecer com saúde:

1 -  Alimentação equilibrada

O consumo em excesso de gorduras saturadas e trans, sal e açúcar é o principal vilão de doenças como hipertensão, infarto, obesidade, diabetes e até câncer. Por esse motivo, é vital limitar esses alimentos do cardápio e incluir mais frutas, legumes, verduras, grãos e peixes no dia a dia. Além disso, substituir os alimentos refinados pelos integrais pode reduzir os riscos de diversos males.

 

2 – Exercícios físicos

Um dos passos fundamentais para ficar longe de doenças é praticar exercícios físicos. A atividade física regular ajuda a controlar o peso corporal, a reduzir a pressão arterial, a prevenir alguns tipos de câncer, como o de mama e próstata, e a fortalecer os músculos, o que diminui o risco de lesões e quedas. Além disso, o aumento da massa muscular ajuda o organismo a metabolizar os medicamentos de forma mais eficaz.

 

Para quem tem 65 anos ou mais, a Organização Mundial da Saúde recomenda praticar, ao menos, 150 minutos de atividade física de intensidade moderada ao longo da semana (30 minutos, em cinco dias da semana), ou pelo menos 75 minutos de atividade física de intensidade vigorosa ao longo da semana, ou uma combinação equivalente de atividade com intensidade moderada e vigorosa.

 

3 - Peso ideal

Manter o peso ideal é fundamental para prevenir ou controlar condições como o diabetes, hipertensão e artrite. Por esse motivo, controle o seu peso e fique atento à gordura que se acumula na região do abdômen, pois ela é prejudicial à saúde do coração. É importante que a medida da cintura não ultrapasse os 102 cm para os homens e 88 cm para as mulheres.

 

4 - Acompanhamento médico

Adotar medidas preventivas, como tomar a vacina anual contra a gripe, por exemplo, e realizar exames de rotina quando necessários são importantes para envelhecer de forma saudável.

 

Além disso, estar sempre atento a indicadores de doenças como hipertensão e estágios iniciais do diabetes pode fazer a diferença com relação ao grau de incapacidade mais tarde na vida.

 

5 - Laços sociais

Um estudo realizado pela University College London, na Inglaterra, apontou que o isolamento social pode trazer sérios impactos à expectativa de vida dos idosos, pois a solidão está relacionada a altos níveis de estresse, baixa imunidade e uso abusivo de drogas e álcool.

Procure fortalecer os laços com a família e amigos.

 

7 - Controle do estresse

O estresse crônico pode levar a diversas condições, como às doenças do coração e à depressão. Por isso, invista em atividades que lhe tragam prazer e relaxamento. Duas boas alternativas para espantar o estresse é praticar yoga e meditação. 

 

8 - Otimismo

Diversos estudos já apontaram que pessoas otimistas vivem mais tempo e são menos propensas a desenvolver certas condições crônicas, como as doenças cardiovasculares.  Uma pesquisa recente sobre o assunto, realizada pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, acompanhou a vida de cinco mil pessoas, de 52 a 84 anos, durante 11 anos. Os participantes foram avaliados por meio de questionarios que invesgaram a saúde física e o otimismo de cada um.  Ao final do estudo, os cientistas observaram que os otimistas tinham até 76% mais chances de ter um coração saudável. Isso por que seus níveis de açúcar e colesterol ruim (LDL) no sangue eram baixos e, além disso, mantinham o peso ideal e fumavam menos em comparação com os pessimistas.

 

 

O melhor de tudo é que nunca é tarde para alcançar um estilo de vida saudável! Até mesmo quem já está em seus 60 e 70 anos pode reduzir o risco de desenvolver uma série de doenças crônicas com simples mudanças no dia a dia.

Voltar