Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
Iniciativa disponível para algumas localidades
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os beneficiários SulAmérica Saúde e a participação está sujeita às condições de elegibilidade. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Saiba o que é hiperplasia prostática, a próstata aumentada Saúde do Homem

Home > Matérias > Saúde do Homem > Saiba o que é hiperplasia prostática, a próstata aumentada

Próstata Aumentada
Cerca de 50% dos homens acima de 50 anos apresentam hiperplasia prostática benigna, ou próstata aumentada, como é mais conhecida, uma condição caracterizada pela proliferação dos elementos celulares da próstata, que resultam no crescimento da glândula, podendo restringir o fluxo de urina da bexiga.

 

Como o próprio nome diz, a hiperplasia prostática benigna não representa uma doença séria ou um tipo de câncer. Trata-se de uma alteração comum da próstata durante o envelhecimento. À medida que a próstata aumenta, a glândula pressiona e aperta a uretra, podendo resultar em alguns sintomas. Veja a seguir quais são eles.

 

Sintomas da próstata aumentada

 

  • Aumento da frequência urinária - Ex.: urinar oito ou mais vezes ao dia

  • Urgência urinária - incapacidade de retardar a micção

  • Dificuldade em iniciar um fluxo urinário

  • Fluxo de urina fraco ou interrompido

  • Noctúria (acordar diversas vezes para urinar)

  • Retenção urinária

  • Incontinência urinária (perda acidental de urina)

  • Dor após a ejaculação ou durante a micção

 

Sem o tratamento adequado, esses sintomas podem piorar e causar algumas complicações importantes, como infecções do trato urinário, danos à bexiga e aos rins e pedras nos rins. Em casos sérios, pode ser necessária a realização de cirurgia.

Entretanto, essas situações costumam ser raras.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico é feito por meio de análise do histórico de sintomas do indivíduo, exame de toque, exames laboratoriais (medição do PSA e avaliação de urina), ultrassonografia das vias urinárias e urofluxometria (exame que mede a força do jato urinário e o tempo de esvaziamento da bexiga), entre outros testes.

 

Tratamento

 

Inicialmente, para os casos em que os sintomas são leves, o tratamento consiste apenas na vigilância e realização periódica de exames. Hoje em dia, existem diversos opções terapêuticas que minimizam os sintomas e ajudam a evitar o crescimento da próstata.

 

Entre os medicamentos mais utilizados estão os bloqueadores dos receptores alfa-adrenérgicos, os inibidores da 5-alfa redutase, inibidores da enzima fosfodiesterase-5 e os agentes anticolinérgicos. Nos casos em que não há respostas positivas aos medicamentos, o tratamento cirúrgico, feito por técnicas minimamente invasivas, pode ser indicado.

 

O que é para que serve a próstata?

 

A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz que faz parte do sistema reprodutor masculino. Localiza-se na parte de trás do intestino reto e próximo à bexiga. Ela está em continuidade com o trato urinário e se conecta diretamente com a uretra peniana. Sua função é produzir o fluido que protege e nutre os espermatozoides no sêmen, tornando-o mais líquido.



Voltar