Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
Iniciativa disponível para algumas localidades
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os beneficiários SulAmérica Saúde e a participação está sujeita às condições de elegibilidade. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Riscos da Obesidade na Gravidez Saúde da Mulher

Home > Matérias > Saúde da Mulher > Riscos da Obesidade na Gravidez

Obesidade Gestação

A obesidade é uma doença crônica relacionada a problemas sérios de saúde. Na gravidez, essa condição é ainda mais preocupante e pode trazer diversas complicações para a mãe e o bebê. De acordo com estimativas de um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o excesso de peso está presente em 25% das gestações no Brasil.

Entre as principais consequências da obesidade nessa fase da vida da mulher está a pré-eclâmpsia, condição caracterizada pelo aumento da pressão arterial e uma das principais causas de morte materna. Sem controle, a pré-eclâmpsia pode alterar o funcionamento renal da mulher e resultar em eclâmpsia, cuja característica principal é a convulsão, o que pode ser fatal.  

Outra complicação frequente entre as gestantes obesas é o diabetes gestacional. Apesar de a gestação naturalmente aumentar a resistência das mulheres à insulina, o acúmulo de gorduras faz com que isso ocorra de forma mais acentuada, favorecendo o desenvolvimento do diabetes gestacional - o que por sua vez eleva as chances de parto ser cirúrgico e desenvolvimento de diabetes no futuro.

Apneia do sono, eventos trombóticos e infecções urinárias e placentárias são outras possíveis consequências da obesidade na gravidez. Além disso, há uma maior prevalência de cesárias, independentemente de surgirem ou não complicações pré-natais. Isso porque durante o parto normal existem dificuldades para a saída do bebê, que normalmente tende apresentar um peso maior e ombros largos.

Vale ressaltar também que o parto cirúrgico de gestantes obesas aumenta as probabilidades de complicações, como perda excessiva de sangue, maior tempo de operação e dificuldades para cicatrização de feridas.

Consequências para o bebê

A macrossomia fetal, termo utilizado para definir recém-nascidos com peso igual ou superior a 4 kg, é a complicação mais frequente entre os bebês de mulheres obesas. Essas crianças, normalmente, apresentam uma maior predisposição à obesidade no futuro.

Além disso, há uma maior incidência de malformações congênitas relacionadas, principalmente, a defeitos do tubo neural. Isso ocorre porque o excesso de gorduras interfere na metabolização do ácido fólico, vitamina fundamental para o desenvolvimento neurológico do bebê. Assim, a suplementação desse folato acaba não sendo eficiente.


Peso saudável

De acordo com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), o ganho de peso em gestantes com Índice de Massa Corporal (IMC) normal, que é de 19,8 a 26,0, deve ficar entre 11,5 kg a 16 kg. Aquelas que já são obesas, ou seja, possuem um IMC acima de 30 (segundo os padrões estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde), devem evitar um ganho acima de 7 kg na gravidez.  A melhor maneira de diminuir os riscos causados pela obesidade é perder peso antes de engravidar. Especialistas apontam que perder entre 5-7% do peso atual pode melhorar a saúde como um todo e preparar o caminho para uma gravidez mais saudável. Se você está acima do peso e planeja engravidar, peça orientações ao seu médico. 


Conhece o Futura Mamãe?

Iniciativa promovida pela SulAmérica, o Futura Mamãe visa trazer orientações para gestantes, tais como realização de exames preventivos, dicas de trabalho de parto, cuidados com o bebê, entre outras. Saiba mais aqui e participe.




Voltar