Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os beneficiários SulAmérica Saúde e a participação está sujeita às condições de elegibilidade. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Diabetes Gestacional: A importância do diagnóstico Saúde da Mulher

Home > Matérias > Saúde da Mulher > Diabetes Gestacional: A importância do diagnóstico

Você já sabe que durante a gestação o corpo da mulher passa por muitas transformações e adaptações.

A placenta, que é responsável pela nutrição do bebê e fonte de muitos hormônios, reduz a ação da insulina no corpo. Dessa forma, o pâncreas passa a aumentar a produção de insulina para compensar. Ocorre que isso não acontece com algumas mulheres, especialmente as com idade maior de 35 anos, com sobrepeso ou obesidade, hipertensas e com gravidez múltipla... é aí que acontece o diabetes gestacional.

Para o bebê, o maior risco é o crescimento além do normal, o que pode resultar em partos complicados, além de obesidade e desenvolvimento de diabetes quando o bebê tornar-se adulto.

Embora existam grupos de gestantes que correm um risco maior de desenvolver diabetes gestacional, é importante que todas as gestantes façam a pesquisa do nível de glicose no sangue a partir da 24ª semana de gestação. O exame é feito em jejum e com estímulo da ingestão de glicose, medindo-se os níveis de 1 a 2 horas após a ingestão de acúcar. Não é um exame agradável, porém é importante e necessário, pois uma vez detectada a diabetes gestacional, é possível fazer o controle e prosseguir com a gravidez, evitando riscos desnecessários para a mãe e para o bebê.

 

DEU POSITIVO PARA DIABETES GESTACIONAL...E AGORA??

O ideal é fazer um acompanhamento com uma nutricionista.

Pães e massas deverão ser evitados; quando consumidos, apenas do tipo integral. Carboidratos transformam-se em açúcar no sangue, por isso seu consumo deve ser reduzido!

Doces e açúcar também devem ser cortados. Adoçantes específicos serão indicados pela nutricionista, afinal, nem todos os adoçantes são indicados para as gestantes.

Praticar exercícios também ajuda a reduzir os níveis de glicose no sangue, mas atenção: Os exercícios devem ser orientados e supervisionados pelo seu médico ou por um profissional especializado, indicado por ele.

Em casos mais complicados, ainda há a possibilidade de fazer a insulinoterapia, o que também será avaliado e indicado pelo seu médico.

 

importante

A chance de partos sem complicação em gestantes com diabetes que seguem à risca o tratamento é muito grande. Siga as orientações de seu médico!

Todas as mulheres que apresentaram quadro de diabetes gestacional devem fazer um novo teste dos níveis de glicemia por volta de 6 semanas após o parto, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, pois há risco de desenvolvimento do Diabetes tipo 2 , o que pode ser prevenido com alimentação balanceada e prática de exercícios físicos.

Voltar