Matérias



Torção testicular: uma emergência urológica

Home > Matérias > > Torção testicular: uma emergência urológica

Dor intensa e inchaço em um dos testículos. Esses são os principais sintomas da torção do cordão espermático ou torção testicular, uma emergência urológica rara, que pode atingir pessoas do sexo masculino de qualquer idade, mas tende a afetar, principalmente, crianças e adolescentes com até 18 anos.


O problema é caracterizado pela torção anormal do testículo sobre o seu próprio eixo vascular, interrompendo o fluxo de sangue nessa região. Se não for tratado cirurgicamente dentro de seis horas após o início da dor, o testículo pode atrofiar, resultando em sua remoção.

Entre as principais causas da torção testicular estão anormalidades anatômicas no órgão, traumas, esforço intenso, baixas temperaturas ou a combinação desses fatores.


Sintomas


- Dor intensa na bolsa escrotal, que pode irradiar para a lombar ou abdômen
- Necessidade de urinar
- Náuseas
- Vômitos

Diagnóstico

O diagnóstico da torção testicular é essencialmente clínico, mas pode ser confirmado com a ajuda do ultrassom.

Tratamento

O tratamento é cirúrgico e tem como foco reverter a torção e reestabelecer o fluxo sanguíneo de forma adequada para o testículo. O sucesso do procedimento está relacionado diretamente ao tempo em que o problema levou para ser diagnosticado. Portanto, é imprescindível que, ao notar os sintomas, o indivíduo seja encaminhado à emergência médica o mais rápido possível.

Dados da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo apontam que as taxas de reversão do quadro são cerca de 80% a 100% entre cinco a seis horas após início da dor até a conduta médica efetiva; 70% em seis a 12 horas; e 20% após 12 a 24 horas.



Voltar