Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os Segurados SulAmérica Saúde. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



O que é meningite? Doenças Comuns

Home > Matérias > Doenças Comuns > O que é meningite?

Meningite


A meningite corresponde a um processo inflamatório das membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal, podendo resultar em sequelas sérias, como surdez, crises de epilepsia, danos cerebrais, amputação dos membros e até mesmo em morte, dependendo do agente causador.

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil a doença é considerada endêmica, ou seja, os casos são esperados ao longo do ano, com a ocorrência de surtos e epidemias ocasionais. As meningites de origens virais e bacterianas (consideradas as mais frequentes)  tendem a aparecer no outono-inverno e primavera-verão, respectivamente.

Qualquer pessoa pode ser acometida por essa condição. No entanto, o risco maior de adoecimento está entre as crianças menores de cinco anos. Uma das medidas mais importantes de prevenção contra os principais agentes infecciosos é a vacinação, disponível na rede pública de saúde e em clínicas particulares.

 

Causas da meningite

 

A meningite infecciosa pode ser causada por bactérias, vírus, fungos e parasitas. As do tipo bacterianas, como a meningite meningocócica e pneumocócica, são as mais perigosas e estão associadas a sequelas e altos índices de morte. Com relação às virais, a evolução é mais branda e o prognóstico é menos grave. Já as meningites causadas por fungos e parasitas são raras.

 

Formas de transmissão

 

As formas mais comuns de transmissão da meningite são por meio de secreções respiratórias e da saliva, a partir do contato com objetos e pessoas infectadas. Alguns indivíduos podem carregar no organismo o agente causador da meningite, mas não necessariamente desenvolver a doença.

 

Sintomas

 

Entre os sintomas mais comuns estão:

 

  • Febre

  • Dor de cabeça

  • Rigidez no pescoço

  • Náusea

  • Vômito

  • Falta de apetite

  • Fotofobia (aumento da sensibilidade à luz)

  • Confusão mental

 

Em bebês, esses sintomas podem passar despercebidos ou estarem ausentes. Alguns podem apresentar reflexos anormais e moleira inchada.

 

Saiba mais 

Entenda por que é importante vacinar seu filho

Vacinação para Gestantes

 

Diagnóstico e tratamento

 

O diagnóstico da meningite é feito por meio de análises laboratoriais de sangue, líquor e fezes que irão indicar qual é o agente infeccioso por trás dos sintomas.

O tratamento varia de acordo com o tipo de meningite diagnosticada e é sempre feito em ambiente hospitalar, por meio de internação. O quanto antes a doença for identificada, melhor é o prognóstico.

 

Como prevenir

 

Atualmente, uma das medidas mais importantes de prevenção contra os principais agentes infecciosos da meningite é a vacinação. De acordo com o calendário nacional de vacinação do Ministério da Saúde, na rede pública estão disponíveis quatro tipos de vacinas: a BCG, ao nascer; a Pentavalente, com doses aos dois, quatro e seis meses; a Pneumocócia 10-V conjugada com doses aos dois e quatro meses e reforço aos 12 meses; a meningocócica C conjugada com doses aos três e cinco meses e reforço aos 12 meses e 11 a 14 anos de idade.

 

Em clínicas privadas é possível encontrar mais opções de vacinas. Consulte seu médico de confiança para saber mais.

 

Iniciativa Médico em Casa

 

Você sabia que a SulAmérica disponibiliza dois atendimentos por ano em domicílio para crianças até 12 anos em diversas cidades do Brasil.

Para utilizar o serviço, clique em “Médico em Casa” na home do aplicativo SulAmérica Saúde e siga o passo a passo.

Voltar